“Não consigo segurar, e agora?” 😣

Em torno de 15-18% das mulheres (podendo chegar a 25% em alguns estudos) sofre com incontinência anal, a perda incontrolável de gases e fezes, mas maior do que isso é o impacto que causa na qualidade de vida de quem sente, desde os primeiros episódios.

⚠️Vergonha

⚠️Uso prolongado de absorvente íntimo

⚠️Restrição de atividade física

⚠️Restrição social

⚠️Problemas no relacionamento

⚠️Depressão


As causas são variadas, podendo estar relacionadas a

📌alterações neurológicas e sistêmicas, como diabetes e hipertireoidismo,

📌aos problemas intestinais, como os causadores de diarreia crônica, colites e proctites,

mas os principais são:

📌Constipação &

📌Disfunções pélvicas relacionadas a gravidez e ao parto

Ambas agem no estiramento das fibras musculares e do nervo, o que a longo prazo, geram fraqueza e perda do funcionamento adequado de continência.


🙌🏻Tem prevenção e tem tratamento, mas (mais uma vez) o primeiro passo é procurar ajuda médica!
💚O primeiro passo para retomar a qualidade de vida é SEU!


Quer saber mais?

Tem uma LIVE salva no meu igTV, onde eu e a Jessica Gomes - fisioterapeuta pélvica (@reab.pelvica ), conversamos e respondemos perguntas sobre esse tema!

Clica aqui!

💚